Foto: Pixabay

A Pampulha é reconhecida como uma das regiões mais bonitas e interessantes para se viver, um espaço que oferece tranquilidade e qualidade de vida. Possui espaços voltados para a prática de esportes e atividades ao ar livre, é ideal para quem gosta de morar em casas e desfrutar das delícias e prazeres de um bom e espaçoso quintal.

Os bairros que fazem parte da Pampulha estão inseridos em uma das regiões mais tradicionais de Belo Horizonte e compõem o conjunto histórico e cultural, considerado patrimônio da humanidade e um dos mais queridos cartões postais da cidade.  Selecionamos aqui quatro motivos que tornam a Pampulha um lugar imperdível para se viver.

Centro urbano com qualidade de vida e clima de interior

Estilo de vida ideal para quem gosta de morar em casas

Referência mundial em arquitetura

Educação e futebol

Centro urbano com qualidade de vida e clima de interior

A Pampulha oferece uma excelente qualidade de vida, pois reúne ao seu redor a praticidade e as conveniências de um grande centro urbano e que ao mesmo tempo possui a tranquilidade e a segurança das cidades do interior. Não faltam opções para quem quer se divertir, fazer compras e comer bem, instituições de ensino de qualidade, tudo em um clima bucólico e agradável.

Casa do Baile, Pampulha (BH). Foto: Unsplash

Estilo de vida ideal para quem gosta de morar em casas

A Pampulha possui um excelente padrão quando o assunto é moradia. A área residencial é quase toda ocupada por casas e condomínios horizontais e a vizinhança compartilha padrões sociais mais homogêneos, com algumas variações, o que configura um estímulo ao bem-viver e retomada de um estilo de vida que permite ter uma horta ou pomar no quintal.

Referência mundial em arquitetura

O Conjunto Arquitetônico da Pampulha é outra vantagem que torna a região tão singular. Referência na Arquitetura Moderna Brasileira, a Pampulha foi projetada pela genialidade de Oscar Niemeyer, que oferece uma aura especial que acompanha os locais hoje reconhecidos pela Unesco, desde 2016, como Patrimônio Cultural da Humanidade. No entorno da Lagoa da Pampulha ficam o Museu de Arte Moderna, a Igreja São Francisco de Assis, a Casa do Baile e muito mais.

Linhas de Niemeyer. Igreja São Francisco de Assis.

Além disso, a região da Pampulha possui uma história muito rica e o seu projeto remonta da década de 40, quando o então prefeito Juscelino Kubitschek e Oscar Niemeyer fizeram uma parceria para criar um projeto urbanístico, de forma a integrar melhor essa área, que se limitava no entorno da Igreja de São Francisco de Assis, com o resto da cidade.

Educação e futebol

Um dos fatores que favorecem a região é o entorno com diversos pontos importantes da capital mineira. Um dos destaques é a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), referência em ensino de qualidade nacional em ensino superior gratuito, pesquisa científica e iniciativas culturais, localizada na Avenida Presidente Antônio Carlos. Está posicionada entre as seis principais instituições de ensino superior do país, segundo a edição 2019 do Times Higher Education (THE) Emerging Economies University Rankings.

Estádio do Mineirão. Foto: Pixabay

A Pampulha também abriga o Estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão, considerado o 5º maior estádio do Brasil. Conhecido como o Gigante da Pampulha recebe grandes jogos e shows em Belo Horizonte. O comércio local também é formado por supermercados, drogarias e muitos restaurantes e diversos serviços. Outro Um destaque é o Aeroporto da Pampulha, cujas operações são voltadas para a aviação regional e executiva.

InstagramFacebook
Nenhum comentário para mostrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *